fbpx

Disney esnobou Michael Jackson e vetou participação em O Corcunda de Notre Dame

Filme dos mais originais da Disney, O Corcunda de Notre Dame atraiu uma infinidade de fãs, mas um detalhe até hoje é falado: a possível participação de Michael Jackson.
Lançado em 1996 no auge do chamado período da Renascença da Disney, o Corcunda evitou os arquétipos de contos de fadas do filme da princesa, como A Pequena Sereia, por um tom mais sombrio e uma história política baseada no romance de 1831 de Victor Hugo.
Em uma nova entrevista no SlashFilm, os diretores, animadores, atores e outros cineastas discutiram os detalhes do longa. Uma anedota se destaca em particular.
O compositor Alan Menken, aclamado pelos outros participantes da roda de conversa por criar sua melhor trilha sonora revelou que Jackson mostrou um grande interesse no projeto.
Filmes anteriores da Disney, como Aladdin, tiveram sucesso e invadiram as paradas da época, com suas músicas.
Menken mostrou a Jackson três canções: Out There (o apelo desesperado de Quasimodo para escapar de seus confins em Notre Dame e experimentar o mundo real e seu povo), God Help the Outcasts (expressão de Esmeralda de solidariedade com Quasimodo) e Someday (que reproduz os créditos finais).
“Michael disse: ‘Uau. Eu gostaria de produzir as músicas e gravar algumas delas’. Ok. O que vamos fazer agora? Michael foi embora. Entramos em contato com a Disney. Foi como se alguém jogasse um atiçador quente em uma tigela frágil com explosivos. Eles só falaram: ‘Hum, entraremos em contato com você sobre isso.’”
“Finalmente, previsivelmente, eles deram a seguinte resposta: ‘Disney não quer fazer isso com Michael Jackson.’ Eu disse: ‘OK, alguém poderia dizer isso a ele?’ Você poderia ouvir um alfinete cair, nenhuma resposta e ninguém [queria dizer a ele]. Coube ao meu falecido empresário, Scott Shukat, contar a Michael ou ao advogado de Michael. Em retrospecto, foi a decisão certa. [Mas] Quasimodo é um personagem… se você olhar para seus relacionamentos com sua família e seu pai, eu acho que há muita identificação aí.”
Menken provavelmente estava certo sobre a identificação de Jackson com Quasimodo. No livro Intocável: A Vida Estranha e a Morte Trágica de Michael Jackson, o roteirista Tom Hedley lembrou que Jackson era um grande fã da adaptação cinematográfica de 1939 de Corcunda de Notre Dame e mostrou interesse em interpretar Quasimodo em um possível remake anos antes da Disney versão animada materializada.

Receba as novidades

Inscreva-se e entraremos em contato com você

Atores e Modelos
Entre em contato
#SouFive

Clientes

Conheça alguns clientes Five

2020 © Desenvolvido com  por T4M | This is For Media