fbpx

Claudia Netto se reencontra com Claudio Botelho em montagem de “Brasileiro, Profissão: Esperança”

Nomes que dispensam apresentação na história recente do teatro musical brasileiro, Claudia Netto e Claudio Botelho estão de volta aos palcos, em conjunto, como no início de suas carreiras. E para este reencontro, a dupla escolheu um clássico da dramaturgia nacional para marcar a retomada dos musicais depois da instalação da pandemia de Covid-19. Os artistas protagonizam a partir de amanhã, 7, no palco do Teatro Clara Nunes, no Rio de Janeiro, o clássico “Brasileiro, Profissão: Esperança” em curta temporada.
Escrito por Paulo Pontos na década de 1970, o espetáculo é embalado por canções Dolores Duran, musa do samba-canção, e Antonio Maria, grande nome do jornalismo e publicidade no Brasil, além de cronista, compositor e poeta. O espetáculo estreou em 1971, estrelado por ninguém menos que a jovem Maria Bethânia e Italo Rossi. O sucesso da obra, encenada em um contexto histórico semelhante ao vivido atualmente, contou ainda com montagens com Clara Nunes e Paulo Gracindo em 1973 e anos depois, com Bibi Ferreira e Gracindo Junior em 1998.
Com uma dramaturgia característica do teatro de revista – movimento artístico em que as obras encenadas no palco não possuem uma linha narrativa muito clara e muito popular na primeira metade do século XX, o musical reúne canções como “Manhã de Carnaval”, “Valsa de uma Cidade”, “Lama”, entre outras que ficaram famosas na voz de Dolores e fazem um retrato não só do Rio de Janeiro, mas da sociedade. O sucesso do espetáculo foi tanto à época de seu lançamento que rendeu um disco com Clara Nunes e Paulo Gracindo.
Botelho e Claudia Netto são parceiros de palco de longa data. Embora Claudio tenha consolidado seu nome como produtor/ compositor ao lado de Charles Möeller formando o duo Möeller Botelho – responsável pela produção de grandes espetáculos da Broadway no Brasil ao lado da Aventura Entretenimento – o artista sempre se manteve próximo dos palcos. Desde o início de suas carreiras, Claudio e Claudia foram companheiros, atuando nos primeiros musicais da década de 1990 e início dos anos 2000 no Rio de Janeiro.
Agora, Claudio e Claudia levam ao Clara Nunes no Rio de Janeiro um desejo de longa data, que permanece em cartaz até 5 de setembro, ao lado dos músicos Guilherme Borges (piano e teclados), Márcio Romano (bateria, percussão e vibrafone) e Thiago Trajano (violão e guitarra). A direção é de Möeller Botelho e Claudio.

Receba as novidades

Inscreva-se e entraremos em contato com você

Atores e Modelos
Entre em contato
#SouFive

Clientes

Conheça alguns clientes Five

2020 © Desenvolvido com  por T4M | This is For Media