fbpx

Série “Os Ausentes” é boa estreia brasileira da HBO Max

Uma coisa é certa: nenhuma plataforma de streaming que se preze pode querer ganhar mercado no Brasil sem apresentar seus produtos nacionais. A Netflix já tem uma boa cesta de séries brasileiras em seu catálogo, como “Sintonia” e “Bom Dia Verônica”; a Amazon Prime lançou “Dom”; e agora é a vez da HBO Max, há menos de um mês no Brasil, lançar sua aposta, a série policial “Os Ausentes”.
“Os Ausentes” parte de uma estatística assustadora: a cada hora que passa, oito pessoas desaparecem no Brasil, duas delas só em São Paulo. É uma série policial clássica, dessas que estamos acostumados desde os tempos das americanas “CSI” e “The Wire” – mas com um belo ingrediente local: as duras realidades e duros cenários de São Paulo. Raul (Erom Cordeiro) dirige Os Ausentes, uma agência de investigação de pessoas desaparecidas. Logo aparece Maria Julia (Maria Flor), uma moça que se diz jornalista e logo começa a ajudar nos casos de desaparecimento. Cada um dos dez episódios conta a história fechada de um dos casos, que exploram cenários tão diferentes quanto uma igreja evangélica, um espaço clandestino de rinha de galos e um asilo decadente.
Mas duas histórias mantêm o interesse da série do começo ao fim, se revelando aos poucos – justamente o passado de Raul e Maria Julia. Ele foi delegado antes de montar a agência e teve sua própria filha desaparecida, num mistério ainda não resolvido. Ela esconde vários segredos do passado, como a relação com seu misterioso pai (César Troncoso).
O roteiro foi criado por Thiago Luciano e Maria Carmem Barbosa, autora com grandes sucessos na TV Globo, de “Sai de Baixo” a novelas como “Salsa & Merengue”. E o elenco reúne nomes menos conhecidos da TV aberta, como Augusto Madeira, Flávia Garrafa, Indira Nascimento, Tuna Dwek e uma participação da cantora Negra Li.

Receba as novidades

Inscreva-se e entraremos em contato com você

Atores e Modelos
Entre em contato
#SouFive

Clientes

Conheça alguns clientes Five

2020 © Desenvolvido com  por T4M | This is For Media